GABINETE DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTO HIDROELÉCTRICO DE MPHANDA NKUWA

Maputo, 9 de Maio de 2024 – A Agência Japonesa de Cooperação Internacional em Moçambique (JICA) efectuou, recentemente, uma visita de trabalho ao local onde será erguida a futura barragem de Mphanda Nkuwa, na Província de Tete, com o objectivo de compreender melhor o estágio do projecto Mphanda Nkuwa, particularmente os aspectos ambientais e sociais do impacto do empreendimento, assim como os processos de interacção com as comunidades, autoridades locais e provinciais.

No seguimento desta visita, a JICA manteve um encontro com o Gabinete de Implementação do Projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa (GMNK), em Maputo, onde, igualmente, foi actualizada de forma detalhada sobre os progressos e a estruturação do projecto.

Entre vários assuntos discutidos no encontro, o GMNK solicitou a assistência técnica da JICA para capacitação institucional e o desenvolvimento de um Plano Director de Capacitação Técnica de quadros moçambicanos para o sector, em coordenação com a Electricidade de Moçambique e a Hidroeléctrica de Cahora Bassa. O plano visa responder aos investimentos e infra-estruturas previstas no Plano Director de Infra-estruturas Eléctricas 2018-2043 e a capacidade técnica de operação e manutenção de infra-estruturas eléctricas em conformidade com as novas tecnologias e ferramentas associadas.

Projectos como Mphanda Nkuwa irão precisar de capacidade técnica institucional e de recursos humanos capazes de operar infra-estruturas de alta tecnologia e em conformidade com os requisitos ambientais, sociais e certificação HST. Deste modo, será possível assegurar o incremento de infra-estrutura resultante dos investimentos e reflectir na melhoria da disponibilidade e qualidade de energia no país.

Nota aos editores

Com um custo estimado de 4,5 mil milhões de dólares norte-americanos, o projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa inclui o desenvolvimento de uma barragem a fio de água, localizada a 61 km a jusante de Cahora Bassa, no Rio Zambeze, na província de Tete. Uma central hidroeléctrica com capacidade instalada de produção de energia de até 1.500

Megawatts e uma linha de transporte de energia, em alta tensão, de Tete à Maputo de aproximadamente 1300 quilómetros.

O projecto está a ser implementado em rigorosa conformidade com os padrões e ferramentas nacionais e globais de sustentabilidade social, ambiental e governança (Environmental Social and Governance, ESG) internacionalmente aceites para mitigação dos impactos negativos e maximização dos aspectos positivos, avaliação e certificação do projecto, que privilegiem a criação de oportunidades para as comunidades locais, minimizem, mitiguem e contrabalancem os potencias impactos adversos ao património de biodiversidade.

O projecto será uma opção de baixo custo de geração de energia. Irá posicionar Moçambique como pólo energético regional, contribuir para o acesso universal e industrialização, criação de emprego, capacitação técnica e exportação de energia. O projecto de Mphanda Nkuwa será fundamental para o processo de transição energética e Descarbonização da região Austral do Continente Africano.

Related News